RECENTES

DESTAQUES

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Ubuntu 18.04 LTS ganha 10 anos de suporte

A Canonical acabou de anunciar que a versão 18.04 LTS do Ubuntu, terá um suporte ainda maior para atualizações. Como se já não bastasse os 05 anos como de costume, a empresa resolveu extender para 10 anos e isso foi anunciado em uma Keynote sobre OpenStack que ocorreu em Berlin, na Alemanha. 

A versão 18.04 LTS foi lançada em abril trazendo novos recursos de servidor e nuvem OpenStack, e essa medida visando extender o suporte vêm pouco depois do CEO da empresa Mark Shuttlerworth anunciar, que a venda da Red Hat para a IBM iria alavancar o Ubuntu, conforme comentei nessa matéria.

Quanto a essa extensão do suporte para 10 anos Mark Shuttlerworth comentou o seguinte:


"Estou muito feliz em anunciar que o Ubuntu 18.04 será suportado por 10 anos completos. Em parte por causa das perspectivas muito longas em algumas indústrias, como serviços financeiros e telecomunicações, mas também da IOT, onde linhas de fabricação, por exemplo, estão sendo implantadas, e que estarão em produção por pelo menos uma década, disse Shuttleworth."


Shuttleworth prosseguiu dizendo que OpenStack é incrível e atrai tecnologia de ponta, mas precisa ser entregue para as empresas diariamente. Comentou que afirmou a entrega de um longo suporte quando o IceHouse foi liberado, e afirmou que o que importa não é o segundo dia, o que importa é o dia 1.500. Pois é importante dominar para realmente obter o valor para o seu negócio.


Minha Opinião


Essa medida coloca o Ubuntu como grande opção ao RHeL para as empresas que buscam serviços OpenStack, IoT entre outros, superando os 07 anos de suporte que a Red Hat fornece para seus sistemas, e igualando a marca do CentOS, que se trata de uma compilação do RHeL. Além do mais, o suporte vai proporcionar um tempo maior para os desenvolvedores que desejarem trazer para o Linux aplicações, drivers e apeifeiçoar seus serviços de cloud computer entre outros serviços, criando um ambiente de desenvolvimento mais sólido (no sentido pelo menos de fornecer um sistema base com poucas alterações), permitindo que programas e soluções portadas para a plataforma, tenham um tempo maior para serem testadas, e portadas com maior desempenho. 

Muitos desenvolvedores utilizam o discurso de que a fragmentação do Linux, com diversas distribuições, interfaces gráficas e formas de instalação dos programas, atrapalha no momento de portar certas soluções para as distribuições Linux, pois apesar do Kernel ser o mesmo (com diferenças muitas vezes entre patches) as demais diferenças atrapalham uma solução de funcionar bem em uma distribuição, sendo necessário que diversas versões da uma mesma aplicação ou driver sejam criados, fora a dúvida entre formato de, rpm entre outros. Levando muitos a desistir de portar suas soluções para os sistemas Linux. 

O Ubuntu 18.04 LTS já tem sido o sistema do meu computador de casa, e após essa notícia, está quase se tornando o do meu Ultrabook Sony também. E você, pretende utilizar essa versão LTS? Acha que a Canonical está conseguindo se aproveitar da venda da Rede Hat para a IBM? Deixe aqui o seu comentário.

Fonte:
Sempreupdate 
Diolinux

Nenhum comentário:
Write comentários

Acompanhe o Canal RikerLinux No Youtube

HISTÓRIA DO GNOME SHELL

ADOÇÃO DE LINUX PELA PREFEITURA DE MUNIQUE NA ALEMANHA

MAIS ANTIGAS

Translate

Recent